iParaiba

Geral/poder judiciário

Servidores do Poder Judiciário realizam nova rodada de negociações com o TJ

Publicado em 21/07/2010, às 11h59
Tamanho do texto: A A A

Os servidores do Poder Judiciário da Paraíba, em greve há 44 dias, participaram, ontem (20), de mais uma rodada de negociações com assessores da Presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba, mas nenhuma nova proposta foi apresentada. A categoria realiza hoje mais uma assembléia geral para discutir os rumos do movimento.

A reunião com a presidência da casa foi solicitada, na semana passada, pelas entidades representativas dos servidores ASTAJ-PB (Associação dos Técnicos, Analistas e Auxiliares do Poder Judiciário da Paraíba) e ASSTJE-PB (Associação dos Servidores da Secretária do Tribunal de Justiça da Paraíba) que continuam com a paralisação, mesmo com a decretação da ilegalidade da greve, pelo Pleno do Tribunal de Justiça.

De acordo com o Presidente ASTAJ-PB, Celso Batista, o objetivo deles é continuar o diálogo na tentativa de se chegar a um consenso. “O TJ não apresentou qualquer proposta nova para a categoria. Estranhamente os assessores da presidência demonstraram desinteresse na solução da demanda salarial dos servidores em greve”, declara.

Uma nova tentativa de conciliação foi marcada para hoje à tarde, às 14h no prédio do próprio TJ. Amarílio Leite, Presidente da ASSTEJ, informa que “logo após a reunião a categoria deverá se reunir no Auditório da ASPLAN para, em assembléia geral, decidir sobre os rumos da greve”. Para ele, “a sociedade está sendo prejudicada com a omissão do TJ, já que a continuidade do movimento prejudica o andamento de mais de 390 mil processos em toda a Paraíba”.

O argumento utilizado pelos assessores do presidente da casa, é que o Tribunal não dispõe de recursos para conceder o reajuste. Fato contestado por José Ivonaldo, membro do comando de greve. Ele afirma que “as entidades dispõem de números que comprovam a viabilidade orçamentária da proposta encaminhada pelas representações dos servidores do Poder Judiciário da Paraíba”.

SESSÃO ESPECIAL

Ontem à tarde (20) a Assembléia Legislativa realizou uma sessão especial para discutir a greve, convocada pela Deputada Estadual Nadja Palitot. O assunto foi debatido entre os parlamentares presentes, com a participação dos servidores do Poder Judiciário e de alguns vereadores.

Em seu discurso, a deputada afirmou que “é preciso continuar o diálogo entre as partes, para que este impasse seja resolvido, pois esta paralisação vem prejudicando a sociedade. Ela também criticou a decretação da ilegalidade do movimento. “Os serventuários estão reivindicando, principalmente, reposição salarial referente as perdas provocadas pela inflação. Isso é legítimo, e se é legítimo, é legal”, garantiu.

Na sessão foi acolhida a proposta de Nadja Palitot, para a constituição de uma comissão mista da Assembléia Legislativa, a fim de dialogar com a direção do TJ com vistas tentar auxiliar nas negociações.

ATO PÚBLICO EM FRENTE AO TJ-PB

A semana dos grevistas começou com a realização de mais um ato Público em frente ao Tribunal de Justiça. Servidores vindos de várias cidades do estado, realizaram um apitaço e um abraço simbólico a sede da instituição.

A categoria também cantou o Hino Nacional e proferiu frases de protesto contra a falta de propostas por parte da Presidência da casa.

SOBRE A GREVE

A decisão de cruzar os braços por tempo indeterminado foi tomada no dia 26 de maio, quando a categoria realizou uma assembléia e um dia de paralisação de advertência. A greve foi iniciada no dia 7 do mês passado, com adesão de 90% dos servidores.

Entre as principais reivindicações da categoria estão a reposição salarial de 15% referente às perdas salariais entre o período de 2007 a início de 2010, um aumento de 33,32% por causa da expansão na jornada de trabalho e um novo plano de cargo, carreira e remuneração.

Na Paraíba existem 213 varas (cartórios) distribuídas em 78 comarcas. A estimativa é de que, em média, cerca de 800 audiências por dia deixam de ocorrer no estado.

Com a paralisação mais de 390 mil processos ativos em todo o estado da Paraíba, entre os penais, cíveis e de juizados especiais, deixam de ser movimentados. Em grande parte das comarcas a distribuição de novas ações está suspensa.

Redação iParaíba com Ascom

Tags: poder judiciário, tribunal de justiça, assembleia geral,



» Leia mais notícias de Geral

Ontem

STF determina envio da investigação sobre André Vargas para Justiça Federal

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (19) que a parte da investigação...

Conselho aumenta juros de financiamentos do BNDES pela primeira vez em dois anos

Pela primeira vez em dois anos, as empresas que contraírem empréstimos e financiamentos no Banco Nacional de D...

Dnit cria aplicativo para que usuários denunciem problemas em estradas federais

Um aplicativo para smartphones, criado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), per...

CMN prorroga por um ano renegociação de dívidas de produtores rurais

Os produtores rurais que devem aos fundos constitucionais de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), do Norte (FN...

Mais de 5 mil candidatos de nível superior devem fazer nova prova de concurso da PMCG

Os 5,3 mil candidatos de nível superior do concurso da Prefeitura Municipal de Campina Grande voltam a fazer p...

Trabalhadores aprovam nova proposta de ACT e terão reajuste de 12% no piso com retroativo de 6%

Os trabalhadores da Energisa Borborema (EBO) e da Energisa Paraíba (EPB) aprovaram, nesta sexta-feira (19), a ...

MEC suspende 3.130 vagas em cursos superiores com avaliação insatisfatória

O Ministério da Educação (MEC) suspendeu o ingresso a 27 cursos superiores com resultado insatisfatório pela s...

Recesso forense altera horário na Defensoria Pública

O horário de expediente na Defensoria Pública da Paraíba será alterado a partir da próxima segunda-feira (22) ...

Eduardo Cunha pede cautela na citação de políticos na Lava Jato

Candidato à presidência da Câmara dos Deputados, o vice-líder do PMDB na Casa, deputado Eduardo Cunha (RJ), di...

Dilma Rousseff nomeia senador Vital do Rêgo para o Tribunal de Contas da União

O Diário Oficial da União publicou hoje (19) a nomeação do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) para exercer o carg...

Cássio vai integrar comitiva do Senado pela liberação do Canabidiol

Durante sessão no Senado Federal e fazendo eco à intervenção do senador Magno Malta, o senador Cássio Cunha Li...

Sudema classifica 52 praias do litoral paraibano como próprias ao banho

A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) classificou 52 praias do litoral paraibano como ...

Alta do dólar reduz gastos de brasileiros no exterior em novembro

Com a forte alta do dólar, que nesta semana atingiu o maior valor em quase dez anos, os gastos dos brasileiros...

Políticos negam envolvimento em irregularidades na Petrobras

O senador José Sarney (PMDB-AP) saiu hoje (19) em defesa da filha Roseana Sarney, ex-governadora do Maranhão. ...

Banco do Brasil abre concurso para escriturários com 80 vagas na Paraíba

O Banco do Brasil divulgou, nesta sexta-feira (19), o edital de concurso para o cargo de escriturário com 80 v...

Brasileiro passa mais tempo na internet que vendo TV

A televisão ainda é o principal meio de comunicação no Brasil, mas os brasileiros já passam mais tempo navegan...

Taxa de desemprego fica em 4,8% em novembro deste ano

A taxa de desemprego ficou em 4,8% em novembro deste ano. A taxa está acima das observadas em outubro deste an...

Natal Iluminado: Decoração da STTP será entregue neste sábado com cantata natalina

A inauguração da decoração natalina da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) acontecerá n...

Prefeitura de Campina Grande inicia obras de requalificação da Feira Central

A Prefeitura Municipal de Campina Grande iniciou na quarta-feira (17) as obras de requalificação da Feira Cent...

Anvisa simplifica processo de importação de canabidiol por pessoas físicas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) simplificou hoje (18) os trâmites necessários para importa...

» Leia mais notícias de ontem