iParaiba

Brasil/justiça

Tempo de cumprimento de pena para progressão poderá ser mais rigoroso

Publicado em 04/11/2009, às 23h19
Tamanho do texto: A A A

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (4), projeto que torna mais rigorosa a exigência de tempo de prisão para a progressão de pena nos casos de crimes hediondos. A progressão de pena permite ao condenado, após iniciar o cumprimento da punição em regime fechado, "progredir" para o regime semi-aberto e, posteriormente, para o aberto, desde que atenda a diversos requisitos.

A proposta foi aprovada na forma de substitutivo, apresentado pelo relator, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), a projetos (PLS 30/08) de autoria da senadora Kátia Abreu (DEM-TO) e (PLS 421/08) do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). Para atender a norma regimental, as emendas serão votadas na próxima reunião da comissão.

O substitutivo altera a Lei de Execução Penal (Lei nº 7.210 de 1984) para aumentar de 1/6 (um sexto) para 1/3 (um terço) da pena o tempo mínimo necessário para a progressão para regime menos rigoroso, a ser definido pelo juiz, se o preso ostentar bom comportamento, comprovado pelo diretor do estabelecimento carcerário.

A decisão sobre progressão, livramento condicional, indulto ou comutação, para os casos de crime hediondo, ou a ele equiparado, ou crime cometido mediante violência ou grave ameaça, e no caso de reincidência, terá que ser precedida, além do parecer da Comissão Técnica de Classificação e do Ministério Público, do exame criminológico.

Há alterações também na Lei dos Crimes Hediondos (Lei nº 8.972 de 1990). Assim, o prazo para a progressão para o regime semi-aberto deverá ser aumentado dos atuais 2/5 (dois quintos) para pelo menos a metade da pena, no caso de preso primário, e de 3/5 (três quintos) para 2/3 (dois terços) se reincidente. A progressão para o regime aberto exigirá o cumprimento de, pelo menos, 1/3 (um terço) da pena restante, a depender do mérito do condenado.

Se o condenado for réu primário e tiver bons antecedentes, e desde que não seja integrante de organização criminosa e que, no caso de tráfico de drogas, haja, na sentença, atenuantes a seu favor - como a natureza e a quantidade da substância - a progressão para o regime semi-aberto poderá ocorrer após o cumprimento de, no mínimo, 1/3 (um terço) da pena.

A proposição também altera o Código Penal (Decreto-Lei nº 2.848 de 1940) para regular a concessão pelo juiz de livramento condicional em caso de pena privativa de liberdade igual ou superior a dois anos (artigo 83). De acordo com o texto aprovado pela CCJ, terá que ser cumprida, nesse caso, mais da metade da pena; nos casos de condenação por crime hediondo, tortura, tráfico de drogas ou terrorismo, o prazo eleva-se para mais de 2/3 (dois terços). Outra exigência é que o condenado não seja reincidente em crime doloso.

Em seu relatório, Demóstenes Torres defendeu a elevação dos prazos, argumentando que "os parâmetros atuais são muito baixos considerando a gravidade objetiva dos crimes previstos".

Na proposta original, Kátia Abreu propôs tempo maior para progressão no caso de crimes hediondos, que deveria ser, em sua avaliação, de 2/3 (66%) da pena, no caso de réu primário, e de 4/5 (80%) para reincidentes.
Pena Alternativa

O substitutivo foi aprovado, segundo Demóstenes, sem consenso com o governo quanto à situação de "pequenos traficantes de droga". O relator aceita uma redução no prazo para progressão, mas diz ser contra a instituição de pena alternativa para esses casos, como propõe o líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Na opinião de Demóstenes, a situação do tráfico de drogas é tão grave no país que não é possível se permitir o luxo de beneficiar os pequenos traficantes porque eles alimentam o crime e são usados pelos grandes traficantes.

Ele disse concordar, contudo, com a proposta do governo de exigência de monitoramento eletrônico para presos condenados por crimes hediondos beneficiados pelo regime de progressão, e com a volta da obrigatoriedade do exame criminológico para decisão judicial de progressão relativa a esses casos.
Contexto

Demóstenes lembra que, originalmente, a Lei dos Crimes Hediondos, de 1990, proibia a progressão da pena "na hipótese de crimes hediondos e condutas constitucionalmente equiparadas (tortura, tráfico ilícito de entorpecentes e terrorismo)", ou seja, o condenado teria de cumprir integralmente sua pena em regime fechado.

Mas, em 2006, lembrou ele, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou essa proibição inconstitucional. Em consequência disso, foi aprovada, em 2007, a Lei nº 11.464/07, que alterou a Lei dos Crimes Hediondos para fixar os atuais critérios para progressão de pena. O próprio Demóstenes foi um dos relatores do texto que deu origem a essa lei. Segundo Kátia Abreu, a atuação dele impediu, na ocasião, que os períodos exigidos fossem ainda menores.

Agência Senado

Tags: justiça, ccj, progressão de pena,



» Leia mais notícias de Brasil

Ontem

Curso de línguas Portuguesa e Francesa da UFCG é avaliado com nota máxima pelo MEC

O curso de Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa - da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) rec...

Candidatos poderão acessar cartão de confirmação do Enem a partir do dia 27

A partir da próxima segunda-feira (27), os cartões de confirmação de inscrição no Exame Nacional do Ensino Méd...

STF condena deputado Protógenes por violação de sigilo funcional

O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) foi condenado hoje (21) pela Segunda Turma do Supremo Tribuna...

Clientes da Vivo terão internet cortada quando a franquia terminar

A operadora de telefonia Vivo vai mudar a forma de cobrança da internet pelo celular para clientes de pacotes ...

Requerimentos de Alexandre do Sindicato são atendidos pela PMCG e beneficiam vários bairros

Um dos vereadores com maior número de requerimentos apresentados na atual legislatura na Câmara Municipal de C...

Agentes de trânsito da STTP participam de curso avançado de formação de pilotagem

Trinta agentes de trânsito da STTP participaram, entre os dias 14 e 16 de outubro, de um curso avançado de mot...

Atores de Hollywood manifestam apoio a Dilma e Aécio na internet

Na reta final da disputa pelo Palácio do Planalto, as campanhas a favor de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (...

Pela primeira vez, Luciano comenta namoro de Zezé Di Camargo: 'Tem todo o meu apoio'

Luciano Camargo resolveu comentar, pela primeira vez, a respeito do namoro do irmão, Zezé Di Camargo, com Grac...

TRE transfere expediente de segunda para quarta-feira e atendimento será com plantão

O expediente da próxima segunda-feira, dia 27, no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, será transferido par...

Vendas de final de ano: Começa a temporada de contratações temporárias

Com as festas de fim de ano, aumenta o movimento no comércio e, consequentemente, as contratações para o perío...

Ivete Sangalo retoma agenda de shows no final de semana após dengue: 'Está bem'

Ivete Sangalo não é mesmo de esmorecer. A assessoria de imprensa da cantora - que no sábado (18) foi diagnosti...

Claudia Leitte diz que turbinava seios com algodão: 'Sorte que existe silicone'

Quem vê Claudia Leitte sensualizando em suas performances e arrasando com seus looks ousados no "The Voice Bra...

Vacina contra o ebola será testada na África em janeiro, diz OMS

A vice-diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Marie-Paule Kieny, disse hoje (21) que uma vacina...

Ministros do TSE suspendem inserções em que Dilma faz supostos elogios a Aécio

Os ministros Tarcisio Vieira e Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concederam liminares para ...

IFPB abre seleção para professor do Pronatec em Cajazeiras e Sousa

Um novo edital oferecendo vagas para professor do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pro...

Suspensa propaganda de Aécio que insinua retorno de José Dirceu ao governo

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Herman Benjamin concedeu liminar para suspender a propaganda d...

Calendário eleitoral define normas e prazos para partidos e candidatos

Na reta final das eleições, eleitores, partidos e coligações precisam estar atentos a prazos estabelecidos no ...

Pedidos de CNPJ à Receita só serão aceitos online a partir de novembro

A Receita Federal anunciou hoje (21) que, a partir de novembro, os pedidos do CNPJ serão aceitos somente onlin...

Recall: Empresa Teuto constata troca de antibiótico por antidepressivo

O Laboratório Teuto Brasileiro S.A. constata troca de antibiótico por antidepressivo e pede recall dos produto...

Segundo turno: tropas federais atuarão em 15 estados

No próximo domingo (26), quando serão decididos a disputa presidencial e o segundo turno das eleições em 13 es...

» Leia mais notícias de ontem