iParaiba

Brasil/justiça

Tempo de cumprimento de pena para progressão poderá ser mais rigoroso

Publicado em 04/11/2009, às 23h19
Tamanho do texto: A A A

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (4), projeto que torna mais rigorosa a exigência de tempo de prisão para a progressão de pena nos casos de crimes hediondos. A progressão de pena permite ao condenado, após iniciar o cumprimento da punição em regime fechado, "progredir" para o regime semi-aberto e, posteriormente, para o aberto, desde que atenda a diversos requisitos.

A proposta foi aprovada na forma de substitutivo, apresentado pelo relator, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), a projetos (PLS 30/08) de autoria da senadora Kátia Abreu (DEM-TO) e (PLS 421/08) do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). Para atender a norma regimental, as emendas serão votadas na próxima reunião da comissão.

O substitutivo altera a Lei de Execução Penal (Lei nº 7.210 de 1984) para aumentar de 1/6 (um sexto) para 1/3 (um terço) da pena o tempo mínimo necessário para a progressão para regime menos rigoroso, a ser definido pelo juiz, se o preso ostentar bom comportamento, comprovado pelo diretor do estabelecimento carcerário.

A decisão sobre progressão, livramento condicional, indulto ou comutação, para os casos de crime hediondo, ou a ele equiparado, ou crime cometido mediante violência ou grave ameaça, e no caso de reincidência, terá que ser precedida, além do parecer da Comissão Técnica de Classificação e do Ministério Público, do exame criminológico.

Há alterações também na Lei dos Crimes Hediondos (Lei nº 8.972 de 1990). Assim, o prazo para a progressão para o regime semi-aberto deverá ser aumentado dos atuais 2/5 (dois quintos) para pelo menos a metade da pena, no caso de preso primário, e de 3/5 (três quintos) para 2/3 (dois terços) se reincidente. A progressão para o regime aberto exigirá o cumprimento de, pelo menos, 1/3 (um terço) da pena restante, a depender do mérito do condenado.

Se o condenado for réu primário e tiver bons antecedentes, e desde que não seja integrante de organização criminosa e que, no caso de tráfico de drogas, haja, na sentença, atenuantes a seu favor - como a natureza e a quantidade da substância - a progressão para o regime semi-aberto poderá ocorrer após o cumprimento de, no mínimo, 1/3 (um terço) da pena.

A proposição também altera o Código Penal (Decreto-Lei nº 2.848 de 1940) para regular a concessão pelo juiz de livramento condicional em caso de pena privativa de liberdade igual ou superior a dois anos (artigo 83). De acordo com o texto aprovado pela CCJ, terá que ser cumprida, nesse caso, mais da metade da pena; nos casos de condenação por crime hediondo, tortura, tráfico de drogas ou terrorismo, o prazo eleva-se para mais de 2/3 (dois terços). Outra exigência é que o condenado não seja reincidente em crime doloso.

Em seu relatório, Demóstenes Torres defendeu a elevação dos prazos, argumentando que "os parâmetros atuais são muito baixos considerando a gravidade objetiva dos crimes previstos".

Na proposta original, Kátia Abreu propôs tempo maior para progressão no caso de crimes hediondos, que deveria ser, em sua avaliação, de 2/3 (66%) da pena, no caso de réu primário, e de 4/5 (80%) para reincidentes.
Pena Alternativa

O substitutivo foi aprovado, segundo Demóstenes, sem consenso com o governo quanto à situação de "pequenos traficantes de droga". O relator aceita uma redução no prazo para progressão, mas diz ser contra a instituição de pena alternativa para esses casos, como propõe o líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Na opinião de Demóstenes, a situação do tráfico de drogas é tão grave no país que não é possível se permitir o luxo de beneficiar os pequenos traficantes porque eles alimentam o crime e são usados pelos grandes traficantes.

Ele disse concordar, contudo, com a proposta do governo de exigência de monitoramento eletrônico para presos condenados por crimes hediondos beneficiados pelo regime de progressão, e com a volta da obrigatoriedade do exame criminológico para decisão judicial de progressão relativa a esses casos.
Contexto

Demóstenes lembra que, originalmente, a Lei dos Crimes Hediondos, de 1990, proibia a progressão da pena "na hipótese de crimes hediondos e condutas constitucionalmente equiparadas (tortura, tráfico ilícito de entorpecentes e terrorismo)", ou seja, o condenado teria de cumprir integralmente sua pena em regime fechado.

Mas, em 2006, lembrou ele, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou essa proibição inconstitucional. Em consequência disso, foi aprovada, em 2007, a Lei nº 11.464/07, que alterou a Lei dos Crimes Hediondos para fixar os atuais critérios para progressão de pena. O próprio Demóstenes foi um dos relatores do texto que deu origem a essa lei. Segundo Kátia Abreu, a atuação dele impediu, na ocasião, que os períodos exigidos fossem ainda menores.

Agência Senado

Tags: justiça, ccj, progressão de pena,



» Leia mais notícias de Brasil

Ontem

CBF entrega propostas para a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte

Um dia depois de o Bom Senso F. C. entregar suas propostas ao Ministério do Esporte, hoje (30) a Confederação ...

Claudia Leitte sobre suposta rixa com Ivete Sangalo: 'Se tivesse, já teríamos feito barraco'

Durante participação em um programa de rádio do Rio de Janeiro, na noite da última quarta-feira (29), Claudia ...

PSDB pede auditoria especial do resultado das eleições ao TSE

O PSDB entrou hoje (30) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com um pedido de auditoria especial do resultado ...

Petrobras contrata duas empresas para investigar denúncias de corrupção

A Petrobras divulgou, no início da tarde de hoje (30), o nome das empresas que foram contratadas para fazer um...

Mais de 230 mil crianças devem ser imunizadas contra o sarampo e a paralisia infantil na PB

Manter a erradicação da poliomielite no Brasil e garantir a eliminação do sarampo no país. Esse é o objetivo d...

Bruna Marquezine posa sensual para revista após ser eleita a mulher mais sexy do mundo

Eleita a mulher mais sexy do mundo de 2014 pelos leitores da revista "Vip", Bruna Marquezine fez um ensaio a a...

Renan Calheiros nega pauta bomba e pede diálogo entre governo e Congresso

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta quinta-feira (30) que o Palácio do Planalto não...

STF garante aumento para servidor que tiver jornada de trabalho alterada

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (30) que os órgãos da administração pública têm de aumentar os s...

Anatel adia decisão sobre prorrogação de uso de frequências para TIM e Oi

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adiou hoje (30) novamente o pedido de prorrogação do prazo par...

Dólar tem maior queda diária em um ano e fecha próximo de R$ 2,41

Um dia depois de o Banco Central (BC) aumentar os juros básicos da economia, o dólar teve o maior recuo em mai...

UFCG oferece vaga para professor de Psicologia para o CCBS

Serão realizadas de 05 de novembro a 05 de dezembro, na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), as insc...

Cine Sesi estará nas cidades de Pombal e Sousa a partir desta sexta-feira (31)

Após parada devido ao segundo turno das eleições, a caravana do Cine Sesi Cultural volta a percorrer as cidade...

Dia de finados, padres celebram missas nos cemitérios e Igrejas de Campina Grande

Neste dia 02 de novembro, os cristãos católicos celebram o Dia de Finados. Uma tradição cristã de muitos sécul...

Carol Nakamura é desligada do 'Domingão do Faustão': 'Já não aparece no próximo programa'

Carol Nakamura é dispensada do "Domingão do Faustão" ela já não aparece no próximo programa de domingo (02). A...

PF prende suspeitos de fraudes na Previdência Social em Pernambuco

Treze pessoas foram presas hoje (30) pela Polícia Federal (PF) em Pernambuco suspeitas de participação em uma ...

Ao receber movimentos populares, papa Francisco cita 'globalização da indiferença'

O encontro do papa Francisco com movimentos populares, no Vaticano, teve repercussão no mundo inteiro. No even...

Comissão convida Graça Foster para falar sobre importação de gás boliviano

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou hoje (30) convite para que a presidente da Petrobra...

Justiça manda Assembleia da Paraíba suspender tramitação da LOA 2015

A tramitação da Lei Orçamentária Anual (LOA/2015) na Assembleia Legislativa da Paraíba deve ser suspensa até q...

Molécula encontrada em carrapato pode ajudar no combate ao câncer

Uma molécula produzida a partir da saliva do carrapato Amblyomma cajennense, conhecido como carrapato-estrela,...

Vacinação contra pólio e sarampo começa no dia 8 de novembro

A campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo começa no próximo dia 8 e segue até 28 de novembro. ...

» Leia mais notícias de ontem